Skip to content

Greve nas universidades federais

26/05/2012

Segundo o mais recente levantamento, 41 universidades federais e três institutos federais de educação aderiram à greve e, portanto, estão sem aula. Além disso, a partir da próxima segunda-feira, as federais de Santa Maria (UFSM) e da Grande Dourados (UFGD) vão aderir à paralisação.

Para o Ministro Mercadante a greve não tem razão de ser!!!

Aqui, a Federal do Pará e a do Oeste estão em greve.

Os maiores prejudicados como sempre, os alunos. Muitos apenas começando a sua jornada. Em greves passadas, aulas não repostas, professores priorizando os cursos de capacitação de docentes patrocinados pelo Governo Federal, “trabalhos” substituindo práticas, etc, foram os resultados mais evidentes.

Realmente, é uma greve estranha, visto 90% dos professores universitários serem apoiadores dos governos do PT (o PSDB teve um ministro que geriu muito mal a relação com as universidades e o financiamento foi lá para baixo).

Bim, há a questão da infraestrutura. Uma expansão exagerada e atropelada nos últimos anos do governo Lula desperdiçou um excelente momento que o Brasil viveu e que poderia ter modificado o perfil estrutural das instituições. Agora, são muitas frentes e muitas prioridades.

Vamos torcer para não demorar muito..

Anúncios

From → Educação

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: