Skip to content

Estudos contemporâneos

21/07/2016

Preparando aula para a disciplina de docência do ensino superior encontrei um artigo denominado de –  “O Futuro da Educação: Uma Análise de Cenários”, de Chimenti, Rodrigues e Nogueira. Fui lê-lo animado, pois estava com a cabeça naquela questão que abordei em outro post sobre as novas competências demandadas em processos de seleção. Interessante para a aula, mas não era bem o que eu queria sobre a temática das competências. Entretanto, me levou a pesquisar sobre experiências inovadoras de ensino e aprendizagem em universidades. Que é o que irei encaminhar aqui, por meio de um blog bem interessante: Blog da Tissen.

Refere-se a uma universidade denominada: Minerva School. Seu modelo pedagógico foi criado pelo neurocientista e ex-decano do Centro de Ciências Sociais de Harvard, Dr. Stephen Kosslyn.

De acordo com Tissen, a escola oferece um currículo completamente diferente das universidades tradicionais. Os alunos vivenciam imersões culturais, exploram algumas cidades ao longo do curso e participam diariamente de seminários interativos desafiadores. As aulas são online e utilizam o advanced learning environment, desenhado para facilitar um alto grau de interação entre alunos e professores. E exigem presença, participação e desenvolvimento de projetos.

Ao longo de quatro anos de estudos intensos, os alunos moram em residenciais e exploram juntos diferentes cidades. Como afirma Alex Aberg Cobo, “nosso objetivo é possibilitar aos melhores estudantes a oportunidade de se prepararem para os desafios do século XXI em uma escola verdadeiramente global”. 

O primeiro ano do curso é realizado na sede da escola em San Francisco. Na sequência, os alunos vivem em Berlim, Buenos Aires, Seul, Bangalore, Istambul e Londres. “Durante esses quatro anos compartilham entre eles suas culturas, criam grupos de interesses, viajam juntos e estão em contato com os professores e staff da escola que os acompanham permanentemente – virtual e presencialmente”, explica a CEO, Robin Goldberg.

A ideia central é ajudar os alunos a pensar. Criticamente e criativamente. E a se tornarem cidadãos globais, antenados para as necessidades do mundo em que vivem e do mundo futuro, preparados para oferecer soluções novas e bem formuladas.

É caro, 28 mil dólares anuais (uns 90 mil reais), mas creio que o investimento é perfeito. A seleção é bem criteriosa.

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: